Primeira Postagem + #Quote

sexta-feira, abril 29, 2011
Como vocês não fazem parte do meu processo criativo, eu vou explicar em alguns parágrafos como eu resolvi criar Meia Noite. 

Ah, oi. 

Eu gosto de penas, penas negras. Eu gosto de pássaros negros e grandes. Eu gosto de penas  grandes, daquelas que você pode até escrever. E eu sempre quis escrever algo com penas negras. Mas eu não gosto de anjos, eu gosto dos maus, eu gosto de demônios. Eu prefiro os maus. Mas aí eu pensei, por que não juntar? Eu juntei. Assim eu criei a Pam. 

Que fique claro que há um ano atrás não era Meia Noite, Lúgubre, Sinistro ou Calamidade. Ano passado era Penas Negras, Fuligem. Era apenas a Pam e sua vida com o inferno. Eu comecei a escrever e nunca mandei a ninguém. Eu pesquisei as hierarquias celestiais, criei a minha infernal, vi os pecados e os mandamentos satânicos, estudei demonologia, eu me aprofundei. Aí saiu Penas Negras, o livro da Pam. 

Mas há pouco mais de um mês eu resolvi criar a Ciel, num mundo onde eles eram conhecidos. Os que a Igreja chama de Condenados, Malditos. O que se revelaram. Os vampiros. Os lobisomens. Os metamorfos. Os imortais. Os ghouls. Os híbridos. E as fênix. E os outros, é claro, mas esses permaneceram em silêncio, não se mostraram. 

Nesse mundo da Ciel, eu achava que faltava algo. Algo especial, algo que eu amasse. Faltava a Pam e Joaquim. Meu Joaquim. Faltavam. Então eu os juntei, misturei, formei Meia Noite. Eu formei Lúgubre. Sinistro e formei Calamidade. Até tenho orgulho. 

Bem-vindos ao blog, tirem os sapatos e não sujem muito. 

E para fechar, uma quote de Calamidade, o livro da Pam. 

É apenas porque eu era a mais bela. – e ninguém negava isso.

A mais bela nesta mansão.

A mais bela neste feudo.

A mais bela no reino.

Mais bela que a rainha.

Mais bela que as amantes do rei.

Eu sou a mais bela de todas.

E essa minha arrogância me mandou ao inferno.

Literalmente.

Veja a sinopse em Meia Noite, leia a Introdução e não perca o Prólogo de Lúgubre. E não esqueça de seguir e comentar.

1 comentários:

Aria disse...

SENHOOOOOOOOOOOOOOOR, eu quero, eu quero, eu quero [ aaaaa ] falecendo/ .

Postar um comentário